top of page

Plano de Ação emergencial para apoio às comunidades tradicionais e famílias em situação de insegurança alimentar do Vale do Ribeira

Articulação em redes - Plano emergencial de enfrentamento aos impactos do Covid-19.

ICONES_RGB-01.png

PESCA
RESPONSÁVEL

Período

Maio de 2020 a junho de 2021

Localização

Ilha do Cardoso, Cananéia (SP)

Parceiros

Associação de Moradores da Enseada da Baleia - AMEB

Instituto Socioambiental - ISA

Cooperativa dos Agricultores Quilombolas do Vale do Ribeira - Cooperquivale

Links Relacionados

https://radis.ensp.fiocruz.br/index.php/home/reportagem/resistencia-que-vem-do-mar#:~:text=As%20 mulheres%20 se%20 re%C3%BAnem%20na,pesam%20 e%20 fazem%20os%20 pagamentos. 

 

https://www.linhadagua.org.br/post/comunidades-tradicionais-unidas-para-garantir-a-seguran%C3%A7a-alimentar-na-pandemia

 

https://youtu.be/LmwzcL_OuC0

Em 2020, comunidades tradicionais e organizações da sociedade civil se uniram em uma coalizão de caráter emergencial para combater os efeitos da pandemia de Covid-19 e de seu isolamento social, situação que se alongou e ainda permaneceu por 2021.

A ação consistiu em levar os alimentos produzidos por comunidades quilombolas e caiçaras do Vale do Ribeira, que deixaram de ser vendidos, até as famílias que perderam seu poder de compra durante a pandemia. 

O Instituto Socioambiental (ISA) e a Cooperativa dos Agricultores Quilombolas do Vale do Ribeira (Cooperquivale) traçaram um plano emergencial para resolver as questões tanto da produção, quanto da venda e da distribuição dos alimentos cultivados pelas comunidades agrícolas da região. No litoral, o Instituto Linha D’Água somou ao movimento reforçando a parceria com a comunidade caiçara da Enseada da Baleia, na Ilha do Cardoso, que forneceu peixe pescado e beneficiado.

Dessa forma, se organizou a ação que viabilizou a compra dos alimentos produzidos por comunidades quilombolas e caiçaras com o objetivo de serem doados às comunidades em situação vulnerável, o que contribuiu para o escoamento da produção, geração de renda para pescadores e pescadoras, agricultores e agricultoras e segurança alimentar para moradores em vulnerabilidade de diferentes regiões do estado de São Paulo.

Quase 13 mil quilos de peixes frescos foram adquiridos de cerca de 78 pescadores artesanais e beneficiados por 21 pessoas, resultando em 6 mil quilos de peixe seco que fizeram parte das cestas doadas.

Essa ação também foi tema do nosso Diálogos na Linha D’água em setembro de 2021 e contou com a participação da Tatiana Cardoso, caiçara, cientista social, educadora popular e moradora da comunidade da Enseada da Baleia, Ilha do Cardoso, Cananéia/SP. Rosana de Almeida do Quilombo Nhunguara, produtora rural e coordenadora financeira da Cooperativa dos Agricultores Quilombolas do Vale do Ribeira (Cooperquivale). Fabiana Fagundes da Silva, agrônoma, mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural e assessora técnica do Instituto Socioambiental. Assista o diálogo:

bottom of page