OS ARRANJOS LOCAIS PARA USO PÚBLICO EM ÁREAS PROTEGIDAS COSTEIRAS E MARINHAS: DIAGNÓSTICO E PERSPECTIVAS

Esse relatório é fruto do diagnóstico de arranjos locais associados ao uso público em unidades de conservação costeiras e marinhas do Brasil e é o primeiro produto dessa natureza desenvolvido pelo instituto. O diagnóstico une as abordagens de dois dos nossos programas: Áreas Marinhas Protegidas, que busca fortalecer a gestão e aumentar a representatividade desses espaços no país, dando ênfase na relação positiva dessas unidades com as comunidades do entorno, com as atividades produtivas adequadas ao contexto de cada categoria e com a conservação da biodiversidade marinha; e Negócios Associados à Conservação, que tem como objetivo apoiar iniciativas com potencial de gerar renda e bem-estar às comunidades locais, conciliando atividades socioeconômicas com a manutenção da qualidade ambiental.

 

RLT.png

RELATÓRIOS DE ATIVIDADES LINHA 'D’ÁGUA - 2016-2017

Este é o primeiro relatório do Instituto Linha D’Água. Nele, o leitor conhecerá a essência da organização, a trajetória percorrida desde a criação, os territórios prioritários de atuação, e a síntese das atividades realizadas em 2016 e 2017.

 

NAVEGANDO NOS CAMINHOS DO USO PÚBLICO

Esse material é produto de um diagnóstico sobre a situação dos arranjos locais associados ao uso público em Unidades de Conservação (UCs) costeiras e marinhas do Brasil. O trabalho foi desenvolvido pela Raiz Assessoria Socioambiental, em parceria com o Laboratório de Planejamento Ambiental e Gerenciamento Costeiro (LAPLAN) da UNESP Campus Litoral Paulista, a partir da demanda do Instituto Linha D’Água.