Cooperação para o desenvolvimento de um programa de pesquisa aplicada ao uso público do Refúgio da Vida Silvestre no Arquipélago de Alcatrazes

Localização: São Sebastião, Litoral Norte do Estado de São Paulo, Brasil.

Parceiro: Núcleo de Gestão Integrada do Arquipélago de Alcatrazes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto do Mar da Universidade Federal de São Paulo – IMAR/UNIFESP e Laboratório de Ecologia e Conservação Marinha da Universidade Federal de São Paulo – LABECMAR/UNIFESP.

Data: dezembro de 2017, outubro de 2018 e expedições previstas para 2019.


A criação da REVIS Alcatrazes, em 2 de agosto de 2016, foi uma medida aguardada pelo movimento ambientalista há quase 30 anos. A importância ambiental desse arquipélago é largamente conhecida pela comunidade científica e pela sociedade civil organizada. Em tempo recorde, o Plano de Manejo foi elaborado e divulgado em 17 de maio de 2017 e trouxe a previsão da visitação pública ordenada nesse patrimônio natural nacional localizado no litoral norte paulista. Porém, medidas assim podem ser adotadas desde que haja informação de qualidade que subsidie a tomada de decisões. Nesse ensejo, o Instituto Linha D’Água apoia o Instituto do Mar da Universidade Federal de São Paulo, campus baixada santista (IMAR/UNIFESP) a promover medidas que visem os intercâmbios científicos, didáticos, educacionais e culturais relativos a projetos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, transferência de tecnologia a terceiros e educação ambiental. Já no âmbito desta parceria, em dezembro de 2017, foi realizada uma expedição de pesquisa que produziu as linhas de base sobre a estrutura das assembleias de peixes e da comunidade bentônica das áreas que estão abertas ao uso público por meio do mergulho contemplativo. Recentemente, em outubro de 2018, a segunda campanha foi realizada e há o planejamento de novas expedições em 2019.